A newly-opened French restaurant in Sydney said today it would remove two urinals designed to resemble a woman's lipsticked mouth and apologised for any offence they caused.
The Ananas Bar and Brasserie said the bright red-lipped urinals shaped like an open mouth were 'a commonly used European design piece from female Dutch artist Meike van Schijndel'.
Um restaurante francês em Sidney, Austrália, colocou uns urinóis masculinos conforme a imagem supra, e cujo design tinha sido concebido por uma mulher artista e feminista holandesa, de seu nome Meike van Schijndel (na imagem abaixo).
Acontece que as feministas australianas não estão de acordo com a feminista holandesa Meike van Schijndel, e classificaram os urinóis de “sexistas” e “misóginos”. O restaurante francês pediu desculpa e foi obrigado a retirar os urinóis da feminista holandesa Meike van Schijndel, para não ofender as feministas australianas.
Entretanto, a ministra feminista da educação do Ontário, Canadá, de seu nome Laurel Broten, declarou publicamente que as escolas católicas que têm uma posição crítica acerca o aborto, estão a ser “misóginas” e a praticar “bullying contra as mulheres”. Ou seja, segundo a ministra feminista, qualquer crítica ao aborto é uma crítica machista à Mulher, entendida em si mesma.
Agora digam-me lá: ¿como é que a mulher pode ser levada a sério?
O. Braga | Quinta-feira, 11 Outubro 2012 at 7:58 am | Tags: feminazismo | Categorias:A vida custaEsta gente votafeminismoTirem-me deste filme | URL:http://wp.me/p2jQx-dpu