sexta-feira, 15 de abril de 2011

Propaganda desvaloriza mulher e virgindade

Com um único anúncio publicitário, a revenda de carros canadense Dale Wurfel conseguiu desvalorizar a mulher (com a típica associação da figura feminina com objetos de consumo) e a virgindade. O texto diz: “Você sabe que não é o primeiro. Mas isso realmente importa?” A propaganda infeliz rapidamente gerou crítica de organizações que defendem os direitos das mulheres. Mas a acusação teve que ver apenas com um aspecto da campanha: o anúncio dá a entender que a mulher que deixou de ser virgem tem valor menor, assim como um carro seminovo. É evidente que a preservação da pureza sexual e a defesa do sexo no contexto matrimonial (isso vale para homens e mulheres) têm suas vantagens e se constituem num princípio digno de ser defendido. Mas, na ânsia por defender os “direitos da mulher” (leia-se aqui direito de praticar sexo com quem e quantos quiser), essas organizações passaram por alto o pior do anúncio: a coisificação da mulher. Pior que esse tipo de anúncio só mesmo as propagandas sensualizadas que promovem a libertinagem, como se dá frequentemente em época de carnaval. Mas aí as ultrafeministas de plantão não se manifestam...[MB]

Fonte: http://www.criacionismo.com.br/2011/04/propaganda-desvaloriza-mulher-e.html?utm_source=feedburner&utm_medium=twitter&utm_campaign=Feed%3A+criacionista+%28Criacionista%29&utm_content=Twitter

Um comentário:

  1. Parabéns! Estou seguindo e gostando, se quiser seguir o meu sera um prazer! http://wwwipbmoradanova.blogspot.com

    ResponderExcluir