segunda-feira, 27 de abril de 2009

AS DOZE MARCAS DA MULHER VIRTUOSA

As doze marcas da Mulher Virtuosa

Em Provérbios 14:01 está escrito: “Toda mulher sábia edifica a sua casa…”
A mulher tem essa grande e nobre missão “edificar a sua casa” para isso ela precisa ser sábia.

1. Evangeliza sem palavras
O procedimento da mulher deve falar mais alto do que a sua voz. Nenhuma pregação é mais poderosa que testemunho da vida.

2. É controlada em seu tem temperamento (I Pe 3: 04)
A mulher sabe colocar inteligência nas suas emoções, pensa antes de falar, agir, etc.
Mansidão é a marcar das grandes mulheres, que fazem à diferença na vida do marido e dos filhos.

3. Tem disposição para servir (Pv. 31: 17, 27)
Há um provérbio que diz: “Quem não serve não serve?” casamento deve ser um contrato sócia entre duas pessoas dispostas a servir.

4. Tem espírito solidário (Pv. 31: 12)
Nenhum relacionamento florescente, cresce ou amadurece de forma sadia se não houver atitudes de solidariedade entre as pessoas envolvidas.

5. Tem senso de avaliação (Pv. 31: 12)
A mente da mulher virtuosa é “larga”. Sabe ver longe, é capaz de ponderar antes de comprar, negociar, vender, etc.

6. Usa seus dons em beneficio da família. (Pv. 31: 19)
Muitas mulheres precisam despertar seu dom que tem afim de crescer na sua auto-estima e ser benção para a família e nas muitas outras áreas.

7. Valoriza sua beleza estética (Pv. 31: 22)
O homem é atraído pelo que vê, e o marido sempre espera ver a esposa vestida, penteada e produzida da melhor maneira possível. Não deixe seu marido procurar em outra, o que ele pode encontrar em você.

8. Tem coração caridoso.(Pv. 31: 20)
A alma generosa properará, é o que diz a palavra do Senhor. A Lei da semeadura é infalível. Quem abre o coração para dar, certamente também estará recebendo.

9. Tem força e dignidade (Pv. 31: 25)
Não basta ser uma “mulher forte” porém sem dignidade. Digninidade são marcas de um caráter que tem profundidade.

10. Ao abrir sua boca demonstra sabedoria (Pv. 31: 26)
Sabe disciplinar os filhos com sabedoria e disciplina, sabe falar com o marido com equilíbrio, sabe responder questões difíceis com inteligência.

11. Detesta a ociosidade (Pv. 31: 27)
O trabalho é tão importante que dá a pessoa o senso de valor próprio, a ociosidade pode transformar a mente em uma usina de coisas que não constroem.

12. Sabe valorizar, cultivar a beleza interior (Pv. 31: 25, 30)
O que é mais importante, a casca ou o conteúdo? A beleza exterior é fundamental,porém deve ser apenas um reflexo do que se é por dentro, cuidar “da casca” e se esquecer do “conteúdo de vida exterior” não é sábia.

Fonte: http://blogdobrunelli.wordpress.com/2009/04/09/as-doze-marcas-da-mulher-virtuosa/

terça-feira, 21 de abril de 2009

MULHERES GERADORAS DE VIDA

MULHERES GERADORAS DE VIDA - O MINISTÉRIO COM CRIANÇAS COM CRIANÇAS COMEÇA NO VENTRE



“Este livro chega em boa hora, instruindo todos nós, Igreja do Senhor Jesus, a ajudar mulheres, homens e famílias a receber esta dádiva do céu e a ministrar, desde o ventre, o amor, a aceitação e o senso de valor e de propósito na vida de cada ser humano que vem a este mundo.” ─ Ana Paula Valadão Bessa, líder do Ministério de Louvor Diante do Trono, trabalha com o ministério infantil cantando que Deus sonhou com cada criança antes mesmo de elas nascerem.

Em Mulheres geradoras de vida¸ além das preciosas lições sobre o ministério no ventre para pais e mães, a autora desafia mulheres a buscar em Deus por seu sonho da maternidade e a não se deixar enganar pelas mentiras acerca do aborto, assim como mostra a líderes de berçário que seu papel com os bebês vai muito além de deixá-los descansando enquanto os pais assistem ao culto...

Cláudia Guimarães, que ministra cursos para pais e professores, revela aqui como é essencial o preparo de pais e gestantes, aos mostrar os benefícios de uma vida abençoada desde a concepção.

Cláudia Guimarães, pedagoga e educadora especializada em educação infantil, é mãe de Matheus, Pedro e João e casada com Frederico Guimarães. Além disso, é evangelista e pastora de crianças, coordenadora da campanha PAI contra a violência infantil, escritora e conferencista nas áreas infantil e familiar. A autora escreveu Pastoreando crianças desta geração (Vida, 2005) e Bruxinha boa? Bruxinha má? (Danprewan, 2007).

Ficha Técnica:
ISBN: 85-383-0108
Páginas: 336
Formato: 21x14cm
Categoria : Ministério/Relacionamentos: Fámilia/Filhos
Acabamento: Brochura
Autor: Claudia Guimarães

http://www.editoravida.com.br/loja/product_info.php?products_id=663

CARRIE PREJEAN - EXEMPLO DE UMA MODELO DE CARÁTER

CARRIE PREJEAN - EXEMPLO DE UMA MODELO DE CARÁTER



Miss Califórnia: Deus estava me testando
Competidora perde coroa de cerimônia de Miss EUA depois de responder pergunta sobre “casamento” gay

Drew Zahn - © 2009 WorldNetDaily

Na cerimônia de Miss EUA no domingo a noite, a competidora Carrie Prejean teve de responder à pergunta que ela mais temia: “Vermont recentemente se tornou o quarto estado a legalizar o casamento de mesmo sexo. Você acha que todos os estados devem imitar?”

Prejean, já coroada Miss Califórnia, estava sendo considerada a candidata com as melhores chances de ganhar o concurso Miss EUA, mas ela sabia que sua resposta a essa única pergunta poderia não ficar bem para os jurados, principalmente o juiz que fez a pergunta, o blogueiro de fofocas de celebridades Perez Hilton, que é abertamente homossexual e que se considera “a rainha da mídia”.

Para ver o resto do artigo e o vídeo dela, siga este link:
http://juliosevero.blogspot.com/2009/04/miss-california-deus-estava-me-testando.html

*

BERLIM DEDICA EXPOSIÇÃO A REFORMADOR JOÃO CALVINO

BERLIM DEDICA EXPOSIÇÃO A REFORMADOR JOÃO CALVINO

Diz-se que as ideias de Calvino, reformador da igreja no século 16, inspiraram a democracia moderna e o capitalismo. Hoje, 500 anos após seu nascimento, o Museu
Histórico Alemão lhe dedica exposição em Berlim.

Com mais de 360 documentos históricos, obras de arte e objetos litúrgicos, a atual mostra de Berlim é a maior exposição na Europa durante o Ano Calvino, que marca os 500 anos do reformador nascido em 10 de julho de 1509, na cidade francesa de Noyon.

A exposição tem como foco a pessoa de Calvino e sua influência na Europa. A mostra também trata de temas como expulsão, migração e minorias — assuntos problemáticos para o continente durante diferentes épocas. O próprio Calvino foi forçado a fugir da França para a Suíça em 1535, quando a tensão religiosa levou a levantes violentos contra protestantes.

Isso aconteceu numa época em que a Europa estava dominada por monarcas e a Igreja Católica tinha grande influência tanto na política quanto na sociedade civil. E fazia apenas duas décadas que o alemão Martinho Lutero havia pregado suas 95 teses na porta da Igreja do Castelo de Wittenberg, defendendo a salvação através da fé e acendendo, inadvertidamente, a centelha da Reforma Protestante.

Foi nesse contexto que Calvino desenvolveu e propagou o movimento protestante que se iniciava. Mais tarde, sua doutrina teológica ficou conhecida como calvinismo.
O nascimento do Estado sem corrupção

Em entrevista à Deutsche Welle, o teólogo católico e professor aposentado Arnold Angenendt declara que “o calvinismo influenciou decididamente a forma moderna de vida”. Segundo o teólogo, Calvino é interpretado como aquele que disse que qualquer erro é sinal de que se foi abandonado por Deus.

O calvinismo é conhecido por propagar o trabalho duro, a confiabilidade e o perfeccionismo. Angenendt explica que “a ética calvinista criou o funcionário público responsável e profissional”. Para o historiador, isso significou “o nascimento do Estado europeu”.

Um funcionário público que se comporta conforme a ética calvinista não está passível de envolvimento com a corrupção. Os países ocidentais mais influenciados por Calvino têm governos menos corruptos que seus vizinhos do Leste, afirma Angenendt.
Responsabilidades individuais

As igrejas calvinistas são caracterizadas não somente pela forte consciência ética, mas também pela organização não-hierárquica, diz em entrevista à Deutsche Welle Achim Detmers, da Igreja Luterana na Alemanha. Esta igualdade “democrática”, segundo ele, não traz somente liberdade, mas também responsabilidade.

O calvinismo não prescreve um credo universal para cada situação. Em vez disso, novas situações históricas — como o surgimento do nazismo na Alemanha dos anos de 1930 ou tempos de desigualdade econômica — requerem que fiéis leiam novamente a Bíblia e façam interpretações relevantes, diz Detmers.

A redução da influência política eclesiástica e a ênfase no papel do indivíduo são todos ensinamentos do calvinismo, que têm mais em comum com a moderna democracia europeia do que com as últimas monarquias medievais.

“Calvino defendia um democracia aristocrática. Ele defendia uma separação administrativa da Igreja e do Estado, embora quisesse assegurar que a sociedade estava embasada em princípios cristãos como Os Dez Mandamentos”, explica o teólogo alemão.

Detmers comenta que particularmente em comparação com outras doutrinas, que são organizadas mais hierarquicamente e dão menor valor à participação dos fiéis, o calvinismo oferece às sociedades “modernas” um grande potencial de inovação e reflexão.

Uma solução calvinista para a crise financeira?

O clérigo luterano adverte, no entanto, que não deve ser estabelecida uma ligação muito forte entre Calvino e o desenvolvimento da democracia moderna e do capitalismo, chamando a atenção para o papel exercido por uma série de outros fatores sociológicos e históricos neste contexto.

Se os ideais calvinistas — baseados mais no medo do que na misericórdia — tiveram uma maior influência na sociedade atual, já é uma outra questão.

Na abertura da exposição em Berlim nesta semana, o premiê holandês, Jan Peter Balkenende, salientou que a forte ética de trabalho, que é parte importante da teologia calvinista, “se transformou num sistema moral”.

À luz da atual crise econômica, seria “bom se os mercados financeiros fossem mais fortemente governados por estes princípios”, afirmou Balkenende.
Bastiões da teologia reformista

Mais de 25 milhões de pessoas fazem parte da Igreja Luterana na Alemanha, de acordo com informações da própria Igreja. Desses, dois milhões pertencem às igrejas protestantes reformadas. Outros bastiões da teologia reformista na Europa são a Suíça, a Holanda, a Hungria, a Escócia e a França.

Na Alemanha, os membros das igrejas reconhecidas pelo Estado pagam uma dízimo mensal às Igrejas Católica e Protestante. No país, a Igreja Católica conta oficialmente com 25 milhões de fiéis.

A exposição Calvinismo fica aberta até 19 de julho próximo no Museu Histórico Alemão, em Berlim.























Autora: Kate Bowen
Revisão: Soraia Vilela
Fonte: Deutsche Welle
Divulgação: www.juliosevero.com


Faça os cursos gratuitos, com certificados e pela internet de "Filosofia Reformacional”, “Administração Reformacional”, “Economia Reformacional” “Pedagogia Reformacional”, “Educação Infantil Reformada" e "Direito Reformacional" e “Namoro/Noivado/Casamento/Família Reformacional” (vários outros temas), todos focado em Aprender a Pensar com Excelência - Superando os Reducionismos do Naturalismo, Deísmo, Niilismo, Existencialismo, Securalismo, Positivismo, Panteísmo-Orientalista e Pós-Modernismo) - Solicite gratuitamente o formulário de inscrição.

SOLI DEO GLORIA / SOLA SCRIPTURA / SOLA GRATIA / SOLA FIDE / SOLUS CHRISTUS


Prof. Luis Cavalcante
Fones: (11) 3448-3124 / 9675-4019

E-mail: cavalcante@luiscavalcante.com
Site: www.luiscavalcante.com

http://sabedoriaverdadeira.blogspot.com

http://administracaoreformacional.blogspot.com

http://direitoreformacional.blogspot.com

http://economiareformacional.blogspot.com

http://iber-ipo.blogspot.com

http://luis-cavalcante.blogspot.com

domingo, 19 de abril de 2009

MULHERES ESTÃO BEBENDO CADA VEZ MAIS

BEBEDEIRA - Brasileiros estão bebendo cada vez mais, principalmente mulheres

Os brasileiros estão exagerando no consumo de bebidas alcoólicas, de acordo com pesquisa do Ministério da Saúde. O estudo revela que, de 2006 para 2008, o número de pessoas que fazem uso abusivo de álcool cresceu 18%. O consumo é considerado exagerado quando passa de quatro doses de bebida para as mulheres e cinco para os homens, em uma mesma ocasião, por exemplo, uma festa.

A pesquisa apontou, ainda, que as mulheres estão bebendo cada vez mais. Em 2006, 8% da população feminina bebia exageradamente. Esse valor passou para mais de dez por cento, no ano passado. O diretor do Departamento de Análise de Situação e Saúde do Ministério da Saúde, Otaliba Libânio, explica que, ainda assim, os homens continuam sendo os que mais exageram no consumo de álcool.

"O consumo abusivo de bebidas alcoólicas, a prevalência é muito maior nos homens em comparação com as mulheres. E a faixa etária de maior consumo é essa faixa etária de adulto-jovem. Com relação a uma pergunta se a pessoa dirige após o consumo abusivo de bebida alcoólica, aí tem uma prevalência muito mais elevada dos homens em comparação com as mulheres."

O diretor do Departamento de Análise de Situação e Saúde esclarece que a faixa etária adulto-jovem vai dos vinte e cinco aos trinta e quatro anos. Na avaliação do Ministério da Saúde, uma dose de bebida alcoólica equivale a uma lata de cerveja, ou uma taça de vinho, ou, ainda, uma dose de uísque ou vodca.

Data: 15/4/2009 01:00:00
Fonte1: Agência do Rádio
Fonte2: http://www.creio.com.br/2008/noticias01.asp?noticia=4253